Os meninos do Barreiro acabam de conquistar o troféu Fair Play na Copa do Guadiana.
Que orgulho!
Parabéns!

OTL-Jovem

Aos inscritos no OTL-Jovem informamos que já saíram as colocações!
Para quem vai fazer connosco OTL no mês de julho, vem ter connosco à nossa sede, no dia 2 de julho, pelas 9h00.
Vamos conversar todos um pouco e depois reencaminhamos para os diversos projetos.

https://otl.azores.gov.pt/

Porto Judeu nas Sanjoaninas 2018

Ontem, 25 de junho de 2018, a Vila de Porto Judeu marca presença em peso nas grandiosas Sanjoaninas, na cidade de Angra do Heroísmo.
Depois de uma abertura com uma rainha da nossa Vila, as festas Sanjoaninas levaram em desfile representações das coletividades do Porto Judeu, no desfile dedicado às freguesias.
A abertura do desfile do Porto Judeu ficou a cargo de duas crianças, representando o nosso futuro, a nossa alegria, a nossa energia.
A bandeira da nossa Vila foi carregada por homens e mulheres de diversas faixas etárias, representando o trabalho em prol da comunidade, igualdade, confiança em todos aqueles que abraçam a nossa Vila como sua casa.
As coletividades da nossa Vila responderam afirmativamente ao desafio, estando todas representadas desde o executivo da junta de freguesia, passando pela escola primária, Casa do Povo e suas valências (ambos representados por funcionários, idosos e crianças) bem como os nossos impérios, Associação Cultural do Porto Judeu (trazendo um pequeno grupo de músicos em representação da sua filarmónica), Centro de Recreio “O Popular”, Associação Cultural e Recreativa Dionysus (que nos traz o séquito real de 2017), a ICHTUS – Associação de Juventude do Porto Judeu, Grupo de Jovens da Mensagem de Fátima, todos os nossos grupos desportivos, terminando com o Agrupamento de Escuteiros 139 acompanhado da sua fanfarra.
A todos os envolvidos: que ORGULHO na nossa Vila! Obrigada do coração!
(fotografia de Paulo Roldão)

ELEVAÇÃO DO PORTO JUDEU A VILA

Panfleto distribuído aquando o desfile da nossa marcha. A marcha é linda!!!
Os critérios que constam da petição para elevação do Porto Judeu a Vila relacionam-se com a sua dinâmica e papel social actual, assim como a sua história. Neste âmbito merece referência a dedicação de um filho desta terra Olivério de Melo da Rocha, que encabeçou esta petição e acção popular em conformidade com o disposto na lei.
Dinâmica e Papel Social – Os censos de 2011 assinalam o crescimento populacional da então freguesia assim como a sua actividade económica diversificada, valências e infra-estruturas desportivas, culturais, educativas e sociais.
Merecem referência na petição, sem ordem hierárquica ou de exclusividade, as instituições desportivas, de escutismo e associativismo; a produção cultural de qualidade; a resposta social diversificada e impactante ao nível do apoio domiciliário e a famílias carenciadas (apoio que se estende às vizinhas Feteira e Ribeirinha), assim como as respostas de ATL, creche, jardim e infância e rede de amas (com mais de 350 utentes). Não mencionando nomes queremos deixar um agradecimento a TODAS as instituições e iniciativas da nossa Vila que dignificam o nome do Porto Judeu.
Breve Resenha Histórica
& “Porto Judeu (…) conserva bastantes recordações históricas, pois nele desembarcaram o capitão Bruges (Jácome de Bruges) (…) ali se estabeleceu (…) e outros ilustres habitantes (…)”.
& Elevado a Vila por Carta Régia de D. Manuel I a 12/02/1502, o Porto Judeu em 1503 ficou adstrito à Vila de S. Sebastião, como sede de concelho. Ora, o Decreto Legislativo Regional nº 29/2003/A, em alteração ao artigo 2º do Decreto Legislativo Regional 14/81/A, prevê a categoria de Vila para todas as freguesias que sejam ou tenham sido sede de concelho.
& Durante as lutas liberais travaram-se importantes encontros com os espanhóis nas baías do Porto Judeu, tendo este um importante papel na defesa da Ilha Terceira e na independência de Portugal. Veja-se a batalha “na pequena enseada da Salga, no lugar do Porto Judeu”, e a Batalha das Mós na “(…) costa do Porto Judeu…no lugar que se diz as Contendas.”
& O Distrito do Porto Judeu era o “(..)mais bem defendido e fortificado de toda a Costa (..)”, com fortalezas “(…) algumas das quais bem podemos chamar de castelos (…)”.
A Junta de Freguesia da Vila de Porto Judeu deseja a todos vós uma animada noite de São João e aguarda a vossa visita!

Um orgulho a nossa rainha das Sanjoaninas!
Mariana Maciel, uma jovem do Porto Judeu, a representar muito bem a nossa Vila nas maiores festas profanas dos Açores!
(fotografia de Fernando Pavão)

Não poderíamos deixar de endereçar os nossos parabéns ao Teatrices, o grupo de teatro da ICHTUS – Associação de Juventude do Porto Judeu.
Mas que grande surpresa boa!
É um orgulho enorme ver os nossos jovens a manter tradições, a mostrar que também são capazes de fazer mais.
“Eu é que sou a Cinderela!” foi surpreendente, fresco, divertido e gostaríamos de deixar aqui o apelo para que se repitam atuações!
Parabéns!

Abertura Época Balnear de 2018

O presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo assinalou o início da época balnear com o hastear da Bandeira Azul na zona balnear da Baía do Refugo no Porto Judeu.
A cerimónia contou com a presença do Capitão do Porto, da Presidente da Junta de Freguesia do Porto Judeu e da representante da Direção Regional do Ambiente.
A Bandeira Azul foi hasteada na Baía do Refugo, Cinco Ribeiras, Negrito, Prainha, Salga e Silveira.
Na época balnear de 2018 a segurança dos banhistas continua a ser assegurada pelos Bombeiros Voluntários de Angra do Heroísmo, sendo que foram contratados cerca de 19 nadadores salvadores, distribuídos pelas sete zonas balneares do Concelho, acrescendo às referidas no parágrafo anterior a zona balnear dos Salgueiros.
Guido Teles, Vereador da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo realça o investimento de mais de 200 mil euros levado a cabo pelo Município nas zonas balneares do Concelho, tendo-se procedido a diversas intervenções de qualificação das mesmas. Segundo o autarca as intervenções efetuadas tiveram como objetivos fulcrais o aumento do conforto, da higiene e da segurança dos banhistas nas várias zonas balneares do concelho.
A bandeira azul é símbolo de qualidade ambiental, nomeadamente da qualidade da água, segurança e serviços, informação e educação ambiental e gestão ambiental e equipamentos.